Duas partes de um evento único e grandioso

Para facilitar a vida dos noivos na missão de organizar seu casamento, o evento costuma ser divido em duas partes: Cerimônia (casamento no civil e religioso) e Festa (recepção e balada)

Para facilitar a missão de organizar casamentos, esses eventos costumam ser divididos em duas partes: a Cerimônia e a Festa de Casamento. A primeira é mais ritualizada e marca a união formal dos noivos. Compreende o casamento no civil e o religioso. Já a segunda parte é mais descontraída e trata da comemoração pelo momento. É marcada pela recepção, com serviço de buffet, e pela festa em si.

A cerimônia pode unir, em um único momento, o casamento civil e o religioso: é o chamado Casamento Religioso com Efeito Civil. Outra opção é casar no civil primeiro, em um cartório (uma cerimônia mais íntima que pode ser feita alguns dias antes) e depois a cerimônia religiosa, em uma igreja, sítio, espaço para eventos, etc., conforme o gosto e a religião dos noivos.

Após a cerimônia vem a recepção do casamento, que pode ocorrer no mesmo local da cerimônia (como um salão paroquial) ou em outro lugar, preparado especialmente para receber parentes e amigos. Primeiro chegam os convidados, que são recebidos com um coquetel enquanto aguardam os noivos. Depois entra o casal. Na sequência pode ser servida a refeição principal: almoço, jantar, churrasco, etc.

Além da gastronomia, os noivos podem preparar várias atrações para a recepção, como a exibição de vídeos, realização de discursos, apresentações artísticas, corte do bolo de casamento etc. Pela tradição, a valsa (ou primeira dança dos noivos) abre a pista para a balada. Quando a noiva joga o buquê para as convidadas, encerra oficialmente a participação do casal na festa. Dali eles podem partir para a noite de núpcias, enquanto a família e amigos continuam os festejos.

Deixe uma resposta